Shopping pet friendly? No Tatuapé tem!

Os empreendimentos do Complexo Tatuapé e o Shopping Anália Franco estão abertos para quem quer levar o cachorrinho pra passear.

Vamos passear no shopping? Nesse caso, a pergunta foi pensada para um pet. Isso mesmo! A maioria das pessoas tem um cachorrinho que se tornou um integrante da família! Os tempos são outros e os pets, inclusive, contam com planos de saúde, vão a spas e creches recreativas, entre outros espaços voltados só para eles.

De olho nesta mudança de comportamento, muitos shoppings abriram as suas portas para os cães. No Tatuapé, o Complexo Comercial Tatuapé (formado pelo Shopping Metrô Tatuapé e o Shopping Boulevard Tatuapé) e o Shopping Anália Franco, dão as boas-vindas aos mais que amigos peludos.

EU LEVO MEU PET NO SHOPPING

Sonia Regina, 68 anos, está entre as pessoas que gostam de passear com o seu pet no Shopping Boulevard Tatuapé. Ela é a tutora do Pingo, um Yorkshire de 9 anos muito tranquilo e sociável.

“Moro bem pertinho e pra mim foi ótima esta liberação. A gente tem que tomar certos cuidados, claro, mas é muito gostoso ficar passeando com o Pingo por aqui. É uma vida social pra ele também”, destacou a aposentada.

Sonia e o pet Pingo: ela adorou a ideia de poder levá-lo ao Boulevard. Foto: Vanessa de Sousa Fernandes

No seu caso, o período da manhã é o melhor horário, por ser mais tranquilo. “As pessoas brincam com o Pingo, fazem elogios e vêm conversar comigo. Eu fico muito feliz. Sempre tive pet e gosto desta mudança de poder levá-lo a vários lugares. Ainda mais em um shopping do lado de casa. É maravilhoso!”, completou.

REGRAS PARA UM BOM CONVÍVIO

No caso do Complexo Tatuapé, embora a ideia principal seja não limitar o tamanho dos pets dentro dos empreendimentos, justamente para atender a todos os clientes, há regras de circulação que estão afixadas nas entradas para garantir a harmonia entre todos.

Uma das dicas de segurança é não deixar o pet nas escadas rolantes. Ele só poderá usar o equipamento no colo dos seus donos, pelo fato de ser perigoso. O elevador também é liberado, desde que o cãozinho também esteja no colo do seu tutor. Além disso, os pets não podem ficar na Praça de Alimentação, exceto os cães guias.

DE OLHO NO QUE ESTÁ ACONTECENDO

Danilo Senturelle, gerente de marketing do Complexo Tatuapé, explicou que a iniciativa de abrir os empreendimentos aos pets surgiu a partir da nova configuração das famílias e também pela conexão do Shopping Metrô Tatuapé e Boulevard Tatuapé com a sua vizinhança.

Danilo aciona a água de um dos bebedouros que ficam nas entradas do Boulevard. Foto: Vanessa de Sousa Fernandes

Quanto a reclamações, Danilo diz que elas praticamente não existem e que isso se deve justamente pela presença cada vez mais forte dos pets no convívio entre as pessoas. “É muito raro você ir na casa de alguém e não encontrar um cachorrinho. E tem ainda a questão das regras de convivência, que criam um ambiente propício para a presença dos cães. É um público que vem de carro ou mora perto que traz o seu pet”, observou.

UM AMIGO E TANTO

O Complexo Tatuapé tornou-se pet friendly em outubro de 2017. E para incentivar o passeio com o seu melhor amigo ou filhão há campanhas de boas-vindas pelos corredores, além de bebedouros especiais nas entradas. “Oferecemos também saquinhos. Sabemos que não basta só abrir as portas, precisamos receber bem. Essa é nossa grande preocupação. Além disso, realizamos eventos de fomentos, como a Virada Aunimal, que terá a sua terceira edição nos dias 16 e 17 de março”.

O LADO SOCIAL E COMERCIAL

O evento Virada Aunimal tem o seu viés social através de uma feira de adoção. “O grande problema do universo pet hoje é a questão do abandono. É impossível fazer um evento sobre pets sem lembrar dos animais que estão em abrigos à espera de um lar”, destacou Danilo.

E com a entrada dos pets nos shoppings surge, ainda, a oportunidade de atrair lojas especializadas. Perguntei ao Danilo se esta ideia poderia ser trabalhada. Ele disse que sim, sendo mais uma questão comercial a ser acertada entre operador e shopping.

Deixe uma resposta